Você já conhece a importância da avaliação de máquinas e equipamentos? Essa é uma atividade realizada por profissionais especializados, para permitir que a maquinaria tenha o máximo proveito em sua vida útil.

 

Diversos fatores podem prejudicar a eficácia industrial, como depreciação, mau uso e ociosidade das máquinas.

 

Com isso, a empresa acaba tendo que arcar com custos financeiros que poderiam ser evitados com uma correta avaliação.

 

Para evitar isso, acompanhe a leitura para entender melhor o tema!

 

O que é a avaliação de máquinas e equipamentos?

 

Trata-se de uma avaliação para fins patrimoniais ou de venda de máquinas e equipamentos existentes em uma fábrica ou indústria.

 

O laudo tem como referência diversas características que estão relacionadas ao valor do ativo.

 

Existem regras específicas para essa avaliação como, por exemplo, a previsão pela norma
ABNT NBR 14653-5:2006, Avaliação de bens – Parte 5 e a ABNT NBR 14653-1.

 

Dessa forma, as principais finalidades são para atualização patrimonial ou para venda dos equipamentos.

 

Entenda os 6 principais motivos para fazer a avaliação de máquinas e equipamentos.

1 – Manter o balanço patrimonial atualizado

 

Ao manter os dados patrimoniais atualizados, evitam-se “lucros” ou “prejuízos” indevidos devido à desatualização da avaliação dos bens.

Como resultado, a empresa poderá ter um melhor controle da maquinaria, de acordo com normas e procedimentos que se tornam de conhecimento dos colaboradores.

Consequentemente, as máquinas passarão por certos cuidados para que seu tempo de uso seja prolongado e maximizado.

 

2 – Realização de venda de equipamento sem perder dinheiro

 

Outro motivo relevante para fazer a avaliação de máquinas e equipamentos é que você poderá vender os produtos pelo seu real valor.

 

Em outras palavras, você não os venderá por menos do que valem e nem correrá o risco de ficar sem vender por não se adequar às exigências.

 

Além disso, ao maximizar a capacidade de produção, será possível colocar o bem à venda por um valor acima do vigente no mercado.

 

Dessa forma, evitam-se os desperdícios.

 

3 – Atender às exigências da lei

 

Todas as empresas sabem que, para garantir sua permanência sem problemas legais ou com o fisco, é necessário atender aos critérios exigidos pela fiscalização.

 

Nesse sentido, a avaliação de risco de uma máquina é o processo pelo qual os perigos presentes ao longo da vida útil dessa máquina são identificados.

 

Isso também é feito para reduzir os riscos potenciais que podem estar presentes no local de trabalho e manter um ambiente de trabalho seguro.

 

O objetivo da avaliação de risco envolve também medidas de segurança adotadas que sejam suficientes para alcançar uma redução de risco.

 

Portanto, a declaração de conformidade segue padrões específicos regidos pela legislação.

 

Isto permite à empresa se manter sempre atualizada e sem a necessidade de pagar multas.

 

 

4 – Permitir transações comerciais

 

No caso de negociações realizadas por fábricas e indústrias para transações comerciais, é muito importante ter uma avaliação de máquinas e equipamentos atualizadas.

 

Em casos, por exemplo, de cisões de empresas, fusões ou novas aquisições, há a exigência de saber qual é o real valor de mercado da empresa, o que inclui a maquinaria.

 

Essa avaliação será indispensável para se determinar o Valuation da empresa.

 

5 – Facilitar tomada de decisões

 

Talvez você não saiba, mas muitas decisões a nível gerencial ou estratégico são facilitadas com a correta avaliação de máquinas e equipamentos.

 

Se a avaliação estiver incorreta, muitas decisões podem ser ineficientes, comprometendo a própria credibilidade do negócio.

 

Nesse sentido, a gestão patrimonial é uma fonte fundamental sobre o real patrimônio da indústria.

 

Assim, será possível saber sobre a necessidade de adquirir um novo equipamento, daqui a quanto tempo será necessário trocar uma máquina, se é necessário aumentar a produtividade para ter maiores retornos, entre outras questões.

 

6 – Reduzir o valor recuperável dos ativos através do Teste de Impairment

 

O Teste de Impairment é uma avaliação do nível de deterioração dos equipamentos. Com isso, é possível saber como está a desvalorização dos ativos de uma empresa por meio das normas contábeis CPC 01 e Lei 11.638/07.

 

Nesse sentido, a desvalorização significa que houve redução do valor do ativo, em especial do Ativo Imobilizado ou Não Circulante.

 

Portanto, a ideia é garantir que este ativo seja recuperável em termos contábeis, com o fim de propiciar ganhos, por exemplo, com a venda ou com a utilização.

 

As empresas precisam avaliar de forma periódica esses ativos para contabilização no Balanço Patrimonial. E, também, para adequação às normas contábeis vigentes.

 

Quais são as etapas da avaliação de máquinas e equipamentos?

 

Primeiro, acontece o agendamento para que o profissional engenheiro mecânico faça uma vistoria e observe os equipamentos.

 

Em seguida, será realizada pesquisa junto ao mercado específico de equipamentos, para que seja observado o valor que esse bem possui no mercado.

 

Depois, é feita a análise e homogeneização da pesquisa, com possibilidade de utilização de atualização e obsolescência de acordo com os equipamentos avaliados.

 

E, por fim, é realizada a apresentação de laudo de avaliação que contenha todas as etapas e detalhamento do trabalho realizado.

 

Faça a sua avaliação com a DLR!

 

Como você pôde perceber, a avaliação de máquinas e equipamentos é algo que deve estar no cronograma de toda fábrica ou indústria que disponha de maquinaria em operação.

Por isso, você já entende a importância de que o seu negócio não deve negligenciar esse procedimento, certo?

A avaliação na DLR é realizada por profissionais engenheiros altamente qualificados.

Oferecemos o melhor serviço do mercado e temos alto índice de satisfação de nossos clientes.

Ficou interessado? Entre em contato conosco agora mesmo para fazer o agendamento!