O mercado imobiliário é um dos setores mais valorizados no Brasil. Antes de vender ou alugar uma casa ou apartamento, é importante compreender o que influencia na valorização de um imóvel.

 

Dessa forma, você consegue identificar com mais detalhes os fatores que valorizam o seu imóvel na hora de fazer uma negociação. Assim, não corre o risco de perder dinheiro e se arrepender depois.

 

Para entender melhor sobre o assunto, selecionamos os 7 fatores que influenciam na valorização de um imóvel. Vamos conferir?

 

O que é a valorização de imóvel?

 

A valorização de imóvel é o aumento no valor de venda da casa ou apartamento, identificada a partir da análise de alguns indicadores, seja de mudanças internas ou externas relacionadas ao empreendimento.

 

Por isso, comprar um imóvel é um bom investimento, pois na hora de vendê-lo o valor será mais alto do que aquele que você adquiriu. Assim, gera um ótimo lucro para o seu bolso!

 

Outro ponto importante em relação a valorização de um imóvel é que o valor de aluguel pode ser reajustado de acordo com o estado de conservação, aumento na procura por imóveis na região, entre outros. Bacana, não é mesmo?

 

Quais fatores influenciam na valorização de um imóvel?

 

Agora que você já sabe o que é a valorização de imóvel, está na hora de saber os principais fatores que influenciam no preço de uma casa ou apartamento. Veja abaixo.

 

1. Localização

 

A localização está no topo da lista de fatores mais importantes na valorização de um imóvel.

 

Mesmo que duas casas tenham acabamentos, estilo e metragem semelhantes, elas terão valores diferentes por conta de suas localizações. Isso porque alguns bairros são mais requisitados do que outros.

 

O centro da cidade, por exemplo, é um dos bairros mais desejados pelas pessoas, principalmente por ter proximidade de mercados, bares, restaurantes, hospitais e parques. É uma das regiões mais investidas pelas prefeituras, pois recebe alta circulação de turistas e há vários negócios locais.

 

Outras áreas nobres também influenciam na valorização de um imóvel, pois garantem mais segurança, boa vizinhança e área de lazer às pessoas. Em contrapartida, as regiões com maior índice de criminalidade costumam ter baixa valorização.

 

2. Conservação do imóvel

 

O estado de conservação de um imóvel também influencia no valor de venda. Casas e apartamentos novos são mais caros, por exemplo, porque não necessitam de reformas e manutenções internas, além de apresentar uma estrutura mais moderna e com ótimos acabamentos.

 

Já os imóveis que precisam de diversas reformas costumam ser menos valorizados, pois o proprietário terá que gastar mais ao comprá-lo. Isso afasta potenciais compradores da casa ou apartamento.

 

3. Padrão de acabamentos

 

O padrão de acabamentos também é um fator que interfere no valor de um imóvel. As propriedades que apresentam revestimentos nobres, por exemplo, são muito mais atraentes e desejadas pelos compradores.

 

Os revestimentos de pisos, paredes, tetos, bancadas, louças e metais também são averiguados em uma avaliação de imóveis, por exemplo, para determinar a precificação e, consequentemente, o potencial de valorização.

 

O uso de materiais de alto padrão garantem mais durabilidade e menos manutenção ao imóvel.

 

 

 

 

4. Segurança

 

A segurança do bairro e da região em que o móvel está localizado é imprescindível, pois é um dos fatores mais priorizados pelas pessoas.

 

As localizações que oferecem mais segurança, com baixos índices de assaltos, furtos e sequestros são extremamente desejados por quem quer adquirir uma propriedade.

 

Os condomínios que oferecem uma infraestrutura segura, com câmeras de vigilância, seguranças e alarmes também se destacam no mercado.

 

5. Vagas para automóveis

 

Pessoas que moram longe de seus trabalhos ou adoram viajar, geralmente, têm carros para facilitar a locomoção. Com isso, outro indicador que também influencia na valorização de uma propriedade é a existência de vagas de garagens.

 

Se você tem um apartamento à venda e com vaga disponível para carro ou moto, saiba que já altera na precificação do imóvel.

 

6. Área de lazer

 

Durante os dois últimos anos, com a pandemia gerada pelo Covid-19, muitas pessoas ficaram em casa. A partir disso, começaram a valorizar ainda mais os espaços de lazer do imóvel, seja para brincar, relaxar ou descansar.

Uma casa que contém um jardim, área de churrasqueira ou piscina, por exemplo, é mais valorizada do que outra casa que não apresenta um espaço externo atrativo. Essas áreas melhoram a qualidade de vida dos moradores, por isso também influenciam na valorização.

 

7. Documentação

 

É comum encontrar imóveis que apresentam algumas pendências, como não ter a documentação regularizada, impostos atrasados ou até mesmo estejam em um processo de inventário.

 

Por isso, antes de vender um imóvel é importante verificar se a documentação da propriedade está em dia ou não. Caso contrário, você corre o risco de ter um imóvel desvalorizado e perder uma ótima negociação.

 

Se você chegou até aqui, percebeu que existem muitos fatores que influenciam na valorização de um imóvel, certo? Por conta disso, é muito importante ficar atento a todos esses detalhes para ter um valor de imóvel à venda de acordo com o que oferece.

 

Vale lembrar que esses tópicos são avaliados por um profissional especialista em imóveis, seja engenheiros, arquitetos ou agrônomos. Aqui na DLR, temos profissionais que ajudam a definir o valor de venda da propriedade, para garantir uma negociação de sucesso.

 

Entre em contato com nossa equipe e agende uma conversa para saber mais sobre o assunto. Vamos mostrar como podemos ajudá-lo de forma rápida e eficaz. Vem com a DLR!